Nossa Anadia, Nossa Notícia.

O conteúdo que Anadia merece.

Mais Saúde

T P M - Tensão Pré-Menstrual - Você sofre com isso? Sábado, 19 de Dezembro de 2015

 A TPM ou Síndrome Pré-Menstrual é o período cíclico que precede a menstruação. Esse período se caracteriza pelo conjunto de sensações que ocorrem de 5 a 10 dias antes do início do ciclo menstrual.  Nesse intervalo de tempo, podem aparecer sintomas psíquicos e físicos, que geralmente desaparecem no primeiro dia do fluxo menstrual.

Para a maioria das mulheres, a TPM é apenas um incômodo temporário, que é facilmente lidado e não provoca grandes inconveniências. Segundo dados do Ministério da Saúde, a TPM atinge mais de 70% das mulheres brasileiras, e dentro dessa estatística cerca de 1 em cada 10 mulheres apresenta um quadro severo de tensão pré-menstrual, com explosões de raiva, que pode gerar dificuldades sociais, profissionais e pessoais.

 

SINTOMAS

Os sintomas da tensão pré-menstrual são reais e mais intensos em algumas mulheres do que em outras. Dessa forma, esses sintomas são divididos em dois grupos: sintomas físicos e psíquicos da TPM. Entre eles, os sintomas mais comuns são:

Sintomas físicos da TPM

  • Enjoo
  • Sono
  • Dor abdominal
  • Inchaço abdominal
  • Prisão de ventre ou diarreia
  • Vômitos
  • Sensação de peso na pelve
  • Acne ou agravamento de problemas dermatológicos preexistentes
  • Dor de cabeça/enxaqueca
  • Desmaios
  • Sensação de zumbido
  • Contrações musculares
  • Palpitações
  • Descoordenação dos movimentos
  • Inchaço nas pernas
  • Sensação dolorosa nas mamas
  • Ganho de peso
  • Aumento da predisposição a alergias e gripes
  • Diminuição do desejo sexual
  • Aumento ou falta de apetite

Sintomas psicológicos da TPM

  • Irritabilidade
  • Nervosismo
  • Hipersensibilidade emocional
  • Agitação
  • Raiva
  • Insônia
  • Dificuldade de concentração
  • Letargia
  • Depressão
  • Sensação de cansaço
  • Ansiedade
  • Baixa auto-estima
  • Ataques de choro

 

CAUSAS

A causa não é bem definida, porém pelas características acredita-se que está relacionada com alterações hormonais da hipófise (hormônio luteinizante e hormônio folículo estimulante) e dos hormônios sexuais ovarianos (estradiol e progesterona).

 

FATORES DE RISCO

Entre os fatores que aumentam o risco de TPM estão:

  • Histórico familiar de TPM
  • Idade, sendo que os sintomas ficam mais comuns com o envelhecimento
  • Ansiedade, depressão ou outros problemas de saúde mental
  • Sedentarismo
  • Estresse
  • Uma dieta com baixo teor em vitamina B6, cálcio, ou magnésio
  • Alta ingestão de cafeína

 

TRATAMENTO

Por se tratar da TPM, não existe um tratamento específico, já que os sintomas variam muito de intensidade para cada mulher.

Para os casos mais graves de TPM, o ginecologista poderá receitar medicamentos, como os antidepressivos, e/ou o uso de uma pílula de uso contínuo, que interfere diretamente no ciclo menstrual, provocando a ausência da menstruação.

Já em casos mais leves, o que acontece com a maior parte das mulheres, o uso regular de um anticoncepcional e a prática de atividade física, pelo menos, 3 vezes por semana já é suficiente.

 




// Deixe seu comentário

Loanne Vasconcelos


Sobre o autor
Fisioterapeuta, Pós-Graduada em Saúde Pública, Pós-Graduada em Traumato-Ortopedia, Coordenadora da Unidade de Fisioterapia do Instituto Galba Novaes de Castro.