Nossa Anadia, Nossa Notícia.

O conteúdo que Anadia merece.

Coluna do Dresch

Jornalistas homenageiam Érico Terça-Feira, 10 de Novembro de 2015

Homenagem merecida

                   Um dos pontos altos da entrega de mais uma edição do Prêmio Braskem de Jornalismo, promovido pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Alagoas e pela empresa Braskem, foi o reconhecimento ao trabalho desempenhado pelo jornalista e professor Érico Abreu. Ele recebeu a Medalha Dênis Agra, homenagem concedida pela categoria aos profissionais que se destacam por suas atividades específicas em favor do jornalismo e pela seriedade e desempenho ético com que exercem a profissão. Érico é um profissional reconhecido, bem quisto pelos jornalistas alagoanos e um exemplo para as novas gerações.

O mês dos homens

                   Criada na Austrália em 2003, a campanha que define o mês de Novembro como sendo o da conscientização sobre a saúde do homem, é adotada pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) como o momento para reduzir os diversos males que acometem os brasileiros. Um dos problemas mais comuns, o câncer de próstata, tem altos índices no país, uma vez que quase 50% dos brasileiros nunca foram ao urologista e isso aumenta o risco de descobrir o câncer em estágio avançado. Segundo os dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) a doença é mais incidente do que o câncer de mama e atinge cerca de 60 mil homens todos os anos no Brasil, sendo esta a neoplasia maligna mais comum no público masculino. Mas, como é do conhecimento em geral, caso o câncer seja detectado precocemente o índice de cura acontece em cerca de 90% dos casos. O problema maior é que o câncer de próstata no estádio inicial não apresenta sintomas e por isso mesmo que a Sociedade Brasileira de Urologia faz um apelo, neste mês de Novembro que homens com idade superior a 50 anos façam pelo menos uma consulta anual com o urologista. Caso seja necessário o exame de toque retal feito no próprio consultório do especialista e ao mesmo tempo é realizado o exame de sangue denominado PSA, feito em laboratório. É a certeza para que o homem tenha uma garantia de que esta livre da doença.

Homicídios de mulheres

                   O número de mulheres vitimas de homicídios no Brasil cresceu 21% entre 2003 e 2013 segundo estudos divulgados ontem através do “Mapa da Violência- Homicídio de Mulheres”, realizado pela ONU Mulheres. Foram assassinadas 46.186 mulheres no período. Destas mortes, a maioria foi causada intencionalmente por pessoas conhecidas da vitima, como familiares e parceiros. Em 2003 foram registrados 3.937 homicídios, enquanto que em 2013, ano das informações mais recentes, o numero de mulheres assassinadas foi de 4.762. O numero coloca o país com uma taxa de 4,8 homicídios a cada 100 mil mulheres, a quinta mais alta em comparação a 83 outros países. Vitória, Maceió, João Pessoa e Fortaleza lideram o ranking, todas com taxas de homicídios acima de dez, para cada cem mil.

Sorgo Forrageiro

                   Uma variedade de sorgo forrageiro com potencial para a produção de biocombustível foi apresentado no Semiárido Show, evento voltado à agricultura familiar do Nordeste, que aconteceu recentemente em Petrolina, PE. A variedade SF-15 foi desenvolvida pela Emater de Alagoas em parceria com a Secretaria de Estado da Agricultura, Pesca e Aquicultura e apoio do Instituto Agronômico de Pernambuco, e tem provocado um número ainda maior de pesquisas e dissertações variadas, exatamente pelo seu potencial energético.

Sorgo forrageiro 2

                   Um dos pesquisadores do produto, Fernando Gomes, da Emater alagoana ressalta que o SF-15 além de se comportar como material forrageiro é também uma variedade de sacarina com possibilidade de produção de biocombustível, dada a versatilidade do sorgo utilizado. “Ele já vem sendo utilizado como forragem em épocas mais prolongadas da seca, através da agricultura familiar, mas também pode servir como biocombustível transformando-se em etanol, e isso é um marco para a produção alagoana de forragem” explicou Gomes.

Cartas de Machado de Assis

                   Um tesouro literário, guardado por mais de quatro gerações foi doado recentemente à Academia Brasileira de Letras (ABL). Textos manuscritos datados do século passado, doze cartas inéditas do patrono da ABL e até uma fotografia compõem o acervo doado pela família do escritor, e que foram encontradas em um antigo gaveteiro de madeira, que vinha passando por gerações de familiares, e agora localizado no apartamento da aposentada Helena Araújo Lima Veríssimo, viúva do jornalista Jorge Luiz Veríssimo, um dos netos do acadêmico.

Cartas de Machado de Assis 2

                   O acervo doado é formado por dez cartas e dois cartões de visita, tudo inédito. As cartas são curtas e trocadas com o Marechal Inácio José Veríssimo, filho do acadêmico, que era uma pessoa voltada á literatura, mesmo sendo militar. O Marechal organizou o acervo e passou para o filho. Caberá á Academia disponibilizar o material para o conhecimento público, e o objetivo é de incentivar a outras famílias detentoras de material histórico, a doarem este cervo para a Academia, porque a instituição dispõe de condições mais adequadas para a conservação e aguarda destes verdadeiros tesouros literários e históricos.

  • O titular desta Tribuna Livre e do Blog do Dresch (publicado no site Tribunahoje. com) agradece a todas as manifestações de apreço e de carinho demonstradas por leitores, companheiros de batente, amigos em geral, durante o período de restabelecimento.
  • Manifestações claras de consideração e de respeito, que muito contribuem para a retomada das atividades em geral, ancorado pela solidez das amizades e pela confiança profissional.
  • Governador Renan Filho assinou ontem os decretos que dispõem sobre o incentivo à instalação das centrais de distribuição no Estado, assim como pela regulamentação da baixa automática de empresas no Estado.
  • Igualmente foi encaminhada á Assembleia Legislativa o projeto de Lei que estabelece o novo projeto de lei do Programa de Desenvolvimento Integrado de Alagoas (Prodesin), que altera alguns itens da lei antiga, modernizando a mesma e abrindo novas perspectivas de atração para indústrias no Estado.
  • Por fim, Renan Filho também assinou o decreto de instalação da Empresa Esmalglass, uma das líderes mundiais na fabricação de esmaltes, pigmentos e aditivos cerâmicos.



// Deixe seu comentário

Bartolomeu Dresch


Sobre o autor