Nossa Anadia, Nossa Notícia.

O conteúdo que Anadia merece.

Brasil

Temer não terá apoio dos governadores do NE em corte programas sociais, diz Renan Sexta-Feira, 03 de Junho de 2016

O governador conseguiu suspender o pagamento da dívida do Estado com a União por determinado tempo, até a discussão do PLP 207 que tramita no congresso, que solicita o alongamento da dívida e se aprovado, poderá gerar uma receita positiva de quase R$ 300 milhões ao ano para o estado. Apesar do encontro “positivo” com o Presidente interino, Michel Temer, Renan Filho (PMDB) avisou que os governadores do Nordeste não irão apoiar os cortes nos programas sociais.

Na assinatura do contrato que oficializa a cessão de uma área do 59º Batalhão de Infantaria Motorizado (59º BIMtz) para a construção do Eixo Quartel, na Avenida Fernandes Lima, Renan Filho comentou sobre seu encontro com Temer, nesta semana em Brasília.

“Fui à Brasília essa semana e tive uma reunião com o Presidente, onde pudemos discutir as dívidas do Estado, pedimos uma carência, que seria o não pagamento da dívida por um determinado tempo, e o presidente aceitou. Solicitamos ainda um alongamento da dívida, que irá adiar até 2040 o pagamento”, detalhou ele.

Outro assunto abordado com o presidente interino foi a manutenção dos programas sociais no país. A ameaça do cancelamento do Minha Casa, Minha Vida provocou forte impacto e reação dos gestores do Nordeste. Segundo Renan, o Nordeste precisa dos programas sociais e com isso Temer poderia perder o apoio de aliados nessa região.  

"Todas as vezes que reunimos os governadores, conseguimos efeitos imediatos. O nordeste precisa dos programas sociais, então os governadores do nordeste não poderiam aceitar o corte desses projetos no governo do Presidente Michel temer, tanto é que ele já voltou atrás na questão do Minha Casa, Minha vida, e do bolsa Família. Nós olicitamos também a ele a volta do ministério da cultura. Sabemos que o governo precisa cortar gastos, mas não pode tirar da população. Se for para cortar programas, ele não poderá contar com o apoio dos governadores do nordeste”, colocou o governador.



Fonte: Cada minuto







// Deixe seu comentário

// Curta no Facebook