Nossa Anadia, Nossa Notícia.

O conteúdo que Anadia merece.

Polícia

Megaoperação em Maceió fiscaliza 24 locais no combate a exploração sexual infanto-juvenil Domingo, 19 de Fevereiro de 2017

Está lá no artigo 214 do Código Penal Brasileiro: “constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, a praticar ou permitir que com ele se pratique ato libidinoso (que visa o prazer sexual) é crime” e a pena prevista é de reclusão de seis a 10 anos. É nesse ilícito que pode estar configurado o abuso, a violência e a exploração sexual contra crianças e adolescentes.

O Ministério Público Estadual de Alagoas (MPE/AL) montou uma força-tarefa na noite dessa sexta-feira (17) com 120 profissionais de diversos órgãos, para fiscalizar 24 locais onde esse tipo de delito poderia estar acontecendo, aqui em Maceió.

“O Ministério Público, consciente do seu papel de preservar a infância e a juventude, resolveu unir forças com outras instituições no sentindo de combater a exploração sexual infanto-juvenil. Essa foi apenas a primeira ação, de muitas que virão ao longo deste ano de 2017”, afirmou Alfredo Gaspar de Mendonça Neto.

“Cada órgão que assumiu o compromisso de se engajar no projeto Direitos Humanos em Pauta e de nos ajudar a defender crianças e adolescentes que podem estar sendo vítimas de exploração sexual cumpriu o seu papel”, explicou Marluce Falcão.



Fonte: Ascom MPE/AL







// Deixe seu comentário

// Curta no Facebook